Secretaria de Cultura de Niterói / Fundação de Artes de Niterói
  CRÔNICAS DO RÁDIO NOS TEMPOS ÁUREOS DA MAYRINK VEIGA
 
 
Agenda
Cultura
Niterói

Baixe aqui nossa programação mensal completa
Cultura Niteri

A Prefeitura de Niterói, por meio da Niterói Livros, lançou, em 2004, o livro "Crônicas do Rádio", do poeta e historiador fluminense, Luís Antônio Pimentel. Organizada por Aníbal Bragança, a obra é integrada por matérias que o autor escreveu para o jornal "Gazeta de Notícias", entre 1935 e 1937. Nelas ficamos sabendo como era o rádio naquela época, os artistas, os programas, o perfil de cada emissora, entre outras informações.

Clique para ampliar
Luís Antônio Pimentel nasceu em 29 de março de 1912, em Miracema, Rio de Janeiro. Professor, jornalista, folclorista e historiador, em 1937, graças a uma bolsa de estudos, passou cinco anos e meio no Japão, onde desenvolveu imensa atividade cultural. Diplomado em jornalismo (1952) e membro da Academia Fluminense de Letras publicou contos, novelas, biografias, glossários e estudos de folclore.


Apresentação

Luís Antônio Pimentel, jovem ainda, transformou-se num respeitado jornalista na imprensa carioca, responsável pela seção de rádio de um dos jornais mais importantes do país, a Gazeta de Notícias. Residente em Niterói desde muito criança, sua sensibilidade para o que ocorria na cidade manifesta-se em muitas destas Crônicas do rádio nos tempos áureos da Mayrink Veiga.

Logo na primeira, de 3 de outubro de 1935, LAP faz o registro do nascimento do rádio em nossa cidade. E o faz com o júbilo incontido: “Os derrotistas que duvidaram da capacidade artística e organizadora da gente da terra de Arariboia, ficaram encabulados quando viram, no ar, em caráter experimental, numa nova raia, a voz mais moça, a voz caçula das ‘pêérres’ nacionais. A rádio Sociedade Fluminense é, fora de qualquer dúvida, o grito mais moço do broadcasting nacional. (...) As torres de antena são hoje os marcos do Infinito fincados na terra. (...) Mais forte que uma legenda luminosa, da ponta das antenas, entre as exclamações metálicas das torres, ‘a voz da cidade-sorriso’ será ouvida pelo Brasil inteiro no próximo dia 5 como uma legenda sonora. (...)”

Clique para ampliar
Niterói Hoje é reconhecida nacionalmente como um celeiro de artistas. Pelas crônicas de Pimentel ficamos sabendo que isso ocorre desde os revolucionários e dramáticos anos 30 do século passado. Em crônica de 9 de janeiro de 1937, sobre o consagrado compositor niteroiense Mário Travassos (1910-1950), afirma: “A Praia grande, com seus caprichos só nos manda de lá o que, no gênero, possui de melhor, de mais perfeito. Nonô, Gadê, Walfrido Silva, Ciro Monteiro, Albertino Fortuna, Odete Amaral e muitos outros valores são presentes régios da terra de Arariboia ao broadcasting carioca”.

Este livro, terceiro volume das Obras Reunidas de Luís Antonio Pimentel, organizadas por Aníbal Bragança, certamente se tornará uma indispensável à história do rádio no Brasil. Centrado no registro da vida artística da nova mídia sonora que se desenvolvia no país, especialmente no Rio de Janeiro na década de 1930, é também memória privilegiada do lugar que Niterói ocupou nesse processo.

Cumpre assim, plenamente, a Niterói Livros, com este lançamento, os objetivos definidos em sua política editorial.

Marcos Gomes Secretário de Cultura de Niterói



Ficha Técnica

Crônicas do Rádio nos tempos áureos da Mayrink Veiga
Obra

Luís Antônio Pimentel
Autor

2004
Ano de Edição

255
Número de páginas

Aníbal Bragança
Organização e Notas e Projeto e Supervisão Geral

Sonia Virgínia Moreira
Introdução

Lauro Gomes
Apresentação

Margareth da Luz
Coordenadora Niterói Livros

Angela Maria Torres Di Stasio, Bárbara Frutuoso e Aníbal Bragança
Pesquisa

Bruno Dorigatti, Maria lizette dos Santos (supervisão)
Índices

Angela Maria Torres Di Stasio e Bárbara Frutuoso;
Digitação

Ângela Maria Torres Di Stasio, Aníbal Bragança, Bruno Dorigatti, Luís
Antônio Pimentel e Maria Lizete dos Santos
Revisão

Cristina Carvalho
Projeto Gráfico e Capa

Paul
Foto do miolo (Arquivo do autor)

Gondim
Foto da capa

As imagens são fotografias do autor na época em que escreveu a obra


Ficha Institucional

Marcos Gomes
Secretário Municipal de Cultura

André Felipe Gagliano Alves
Subsecretário Municipal de Cultura

Marilda Ormy
Presidente da Fundação de Arte de Niterói

Maria Inês Azevedo de Oliveira
Superintendente da Fundação de Arte de Niterói







Em 1974, o INDC lançou "Notas para a História de Niterói" de Maia Forte
No Dia do Poeta, a Niterói Livros estreia nas redes sociais
ENCONTRO DE BIBLIOTECAS
Cinematographo em Nictheroy
Lançamento do livro "A_Ponte: Gestão Cultural"


aaaaaa

Mapa do Site

Cultura Niterói
 
Espaços Culturais
 
Programas
 
Outros
 
 
 
Portal Transparência
Contracheque Online
e-SIC
Comprovante de Rendimento
Consulta de Processos
 
Rua Pres. Pedreira, 98, Ingá - 24210-470, Niterói - RJ | Tel: (21) 2719-9900 | E-mail niteroi.culturas@gmail.com